domingo, 13 de setembro de 2009

Legislativas 2009 - O debate político

Na campanha eleitoral que hoje começa, seria útil a discussão de políticas para o futuro deste triste país, a saque de uma classe política mais concretamente daqueles que nunca tiveram uma profissão e se governam a criar leis para os outros.
Os programas eleitorais dos principais partidos são uma burla, feitos para ninguém ler, tal como as apólices de seguro. Depois aparecem os lideres e os seu correligionários com aquela frase menos feliz do seu adversário que entretanto descobriram no baú das recordações e ficam todos contentes porque ganharam um ponto ao achincalhar o opositor. O país nada ganha com este tipo de campanha política e só serve para os que dão algum valor a mexericos lá esboçarem um sorriso.
O objectivo destes senhores é claro: prender um povo à uma ignorância e pobreza de espirito, com o intuito de manter tudo como está, para que possam continuar a viver como parasitas á custa de um povo que espera sem fim, para uma vida melhor que teima em não chegar.
Não chega acusar o Sócrates de ter andado metido em assuntos menos claros nem achar que a Manuela não tem carisma para ser líder de um partido. Portugal precisa de descortinar uma equipa capaz (também conhecida como Governo) e de propostas para o FUTURO, para tentar tirar-nos deste filme de terror.
  • Vamos ouvir falar de nomes para integrar equipas governamentais? Certamente poucos ou nenhuns, porque só quando cheirar a Poder é que eles aparecem às centenas, para escolherem o tacho que melhor sirva os seus interesses pessoais e os dos seus amigos e familiares mais próximos.
  • Vamos debater estratégias para o futuro? Muito pouco.
  • Vão divertirem-nos com o lavar continuo de roupa suja? A maioria do tempo.
Fica um vídeo, que ilustra esta ultima perspectiva.

video

Divertida, mas triste por retractar imagens que nos são familiares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário